A Random Image

A importância da imaginação infantil

Acredita-se cada vez mais na importância e na influência dos contos de fadas no desenvolvimento da imaginação infantil.

Ouvir e contar histórias é fundamental para o desenvolvimento da identidade da criança, pois através dos contos ela tem a possibilidade de ensaiar seus papéis na sociedade, adaptando-se a situações reais e colocando-se dentro da história, como também desencadeia ideias, opiniões, sentimentos e criatividade, antecipando situações que a criança só iria experimentar na vida adulta.

Os contos de fadas ajudam a desenvolver a imaginação, socialização em grupo, percepção de mundo, auxiliando na construção da identidade e desenvolvimento da autonomia da criança.

O mundo da imaginação infantil é uma caixinha de surpresas maravilhosa! De lá saem muitos pensamentos, ações e comentários, por muitas vezes, engraçados.

Devemos respeitar o que a criança diz para não reprimirmos a sua imaginação.
Na correria do dia a dia, nem sempre prestamos atenção ao que os pequenos nos dizem, mas é importante que paremos para ouvi-los e não os critiquemos, pelo contrário, devemos estimulá-los, incentivá-los, lançando perguntas e até mesmo, se a criança permitir, fazendo sugestões, entrando na brincadeira.

Sempre que possível também, ao terminar de ouvir a criança, ajude-a a diferenciar a imaginação da realidade … é um momento importante em que você pode apresentar a ela o que você pensa sobre a vida, introdução de alguns valores, o que é certo, o que é errado …

A criança, desde bebê é estimulada a criar e a imaginar. Brincamos com ela de faz-de-contas, contamos histórias, mas como elas não sabem diferenciar o que é real e o que é imaginário, cabe aos pais uma importante missão: a medida que a criança vai crescendo, chamar a atenção dela para fatos reais e os que só acontecem em histórias inventadas. Conversando de maneira carinhosa e clara, sem afetar a alegria e a emoção da criança, devemos introduzir frases que os traga a realidade. Por exemplo: se ela vestir a roupa do Super Homem, não vai sair voando …

Crianças pouco imaginativas são também pouco criativas. Então é preciso brincar e muito. Pode ter jogos de regra, computador ou DVD, mas não pode faltar a brincadeira lúdica, aquela que histórias são criadas e objetos são transformados para compor a brincadeira.

Quando pequenas, as crianças tendem a reproduzir os modelos e histórias que vivenciam, por exemplo, se os pais brigam muito, as brincadeiras das crianças podem envolver agressividade.
Por outro lado, o faz de conta sadio, que representa momentos prazerosos, contribui muito para o desenvolvimento intelectual da criança. Por isso é preciso brincar bastante com seu filho. Aproveitar cada momento que tem com ele, dentro do carro, no chuveiro, num passeio ao shopping, a caminho da escola, assistir um desenho, ler um livro, pintar, recortar, sentar no chão, rolar na grama … enfim, o importante é participar da imaginação dos filhos, saindo da posição de pais, algumas vezes, sempre sérios… isso tudo vai estreitar os laços afetivos e familiares, e trazer momentos inesquecíveis para ambos!

Teacher Patricia, Equipe My School